12/01/2017 às 19h04min - Atualizada em 12/01/2017 às 19h04min

Marido mata mulher, retira os órgãos e queima o corpo após briga em MT

G1 MT
Reprodução
Um homem foi preso nesta quarta-feira (11) após assassinar a mulher dele a facadas, na terça-feira (10), em um assentamento localizado a 175 km da zona urbana de Paranatinga, a 411 km de Cuiabá. Depois de matar Eniria de Souza Amorim, de 46 anos, segundo a Polícia Civil, o suspeito Joilton Caetano da Fonseca, de 44 anos, tentou esquartejá-la.

Ele retirou os órgãos dela e depois ateou fogo no corpo. Após ser preso, Joilton declarou em depoimento à polícia que estava com raiva da mulher no momento do crime. Na delegacia, ele demonstrou frieza em relação à morte.

"Não demonstrou arrependimento em nenhum momento, apenas dizia que matou a mulher porque estava com raiva. Tanto que depois de cometer o crime, ele ainda começou um processo de esquartejamento, chegando a retirar os orgãos dela”, contou a escrivã Keila de Paula, que colheu o depoimento do suspeito.

À polícia, ele contou ter dado a primeira facada durante uma discussão com a mulher após ela arrumar as malas e ameaçar deixar o Assentamento Boa Vista, onde o casal morava.

Segundo a escrivã, a Polícia Civil de Paranatinga tomou conhecimento do crime por meio de uma denúncia do próprio pai do suspeito. Um vizinho do casal ligou para o pai de Joilton e informou sobre o assassinato.

Quando a Polícia Civil e a equipe da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) chegaram ao local, o corpo da mulher ainda estava em chamas no quintal da casa.

O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) daquele município. A polícia de Paranatinga informou que ainda não localizou os parentes da vítima. Marido deve responder por homicídio doloso, quando há intenção de matar.
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.3%
18.2%
75.2%