03/06/2011 às 17h31min - Atualizada em 03/06/2011 às 17h31min

Advogado poderá ser candidato a prefeito em 2012

Olhar Direto
Reprodução Sandro é dono da Faculdade Cathedral e presidente da OAB-BG

O presidente da subseção da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) de Barra do Garças, Sandro Saggin, poderá ser candidato a prefeito em Barra do Garças (508 km de Cuiabá) em 2012. Ele admitiu que foi procurado por alguns partidos para se filiar e disputar a eleição da maior cidade do Vale do Araguaia.

Sandro, que é filho do ex-deputado estadual Lincoln Saggin, atua como empresário no município onde administra oito empresas, entre elas, a Faculdade Cathedral, adquirida recentemente.

O presidente da OAB-BG informou que os irmãos Jaime e Júlio Campos o convidaram para ingressar no DEM. Outro convite veio do deputado federal Valtenir Pereira para entrar no PSB. Segundo advogado, o senador Pedro Taques também pediu para avaliar o PDT.

Mesmo com os convites mencionados, o advogado mostrou-se cauteloso e disse que um projeto político depende de proposta e densidade eleitoral. “Temos que montar um projeto que resgate a auto-estima do povo gerando emprego e fazendo uma cidade forte para o futuro”, demonstrando como será o tom da próxima eleição em Barra.

Sandro afirma que vai procurar unir mais pessoas e partidos em torno desta proposta que pode ser com ele ou outro candidato no final. O primeiro passo, segundo Sandro, é transferir o seu título de eleitor de Torixoréu, onde os seus pais foram prefeitos, para Barra e depois junto com o seu grupo definir o partido de filiação.

O presidente da OAB-BG confirmando candidatura, Barra passaria a ter quatro candidatos para 2012. Na disputa deverão estar o atual prefeito Wanderlei Farias (PR) e o seu primo e empresário Roberto Farias (PP) e do deputado estadual Adalto de Freitas (PMDB).

Fora desta lista, aparecem alguns nomes em menor escala. O da primeira-dama Laura Beatriz ou do empresário Eduardo Moura como opção caso Wanderlei não seja candidato e do ex-prefeito Zózimo Chaparral, se conseguir se livrar dos processos de contas reprovadas do TCE.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%