28/07/2012 às 23h36min - Atualizada em 28/07/2012 às 23h36min

Menor é transferido depois de atear fogo em cela no interior do estado

Olhar Direto
Rafael Govari/Jornal O Pioneiro

O menor R.D.B.S., de 17 anos, que ateou fogo na cela onde estava recolhido, na cadeia pública de Canarana, na última terça-feira, 24, foi transferido para Cuiabá em estado greve. Ele teve 80% do corpo queimado e seu quadro é considerado de risco, segundo avaliação de médicos do Hospital Regional de Água Boa, aonde recebeu os primeiros socorros.

- Reeducando é encontrado morto dentro de cela do presídio Ferrugem

- Ministério Público cobra reforma de cadeia e faz crítica ao descaso do Estado

Com uma ficha criminal extensa, R.D.B.S tinha fugido da mesma cadeia no último sábado onde estava detido por furtos. Na terça-feira, ele resolveu se apresentar na Delegacia Municipal sob a alegação de que pagaria pelos crimes cometidos na cidade, porém, já à noite, tomou uma atitude radical: provocar um incêndio na cadeia.

O menor ateou fogo no colchão e rapidamente, as chamas se alastraram atingido o seu corpo. Agentes prisionais controlaram o fogo jogando água e abafaram as chamas com um cobertor, mas R.D. já tinha sido atingido pelas labaredas. “Ele saiu consciente e falando. Foi encaminhado ao Pronto Socorro por uma viatura e depois encaminhado para a cidade de Água Boa”, disse o delegado Marcelo Jardim.

Nesta sexta-feira, por recomendação médica, R.D., foi transferido para o Pronto Socorro de Cuiabá devido à gravidade dos ferimentos. Segundo os médicos, seu estado de saúde é grave. Eles recomendaram a transferência para o Hospital de Queimaduras de Goiânia, porém, na capital de Goiás não tinha vagas e Cuiabá ficou como segunda opção.  


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.7%
16.9%
77.3%