01/06/2011 às 17h44min - Atualizada em 01/06/2011 às 17h44min

Juiz fecha cantina em cadeia e presos fazem greve de fome

Olhar Direto
Reprodução A cadeia de Barra tem 108 detentos

Os presos de Barra do Garças, 509 km de Cuiabá, fizeram uma greve de fome segunda-feira (30) como protesto a decisão de fechamento da cantina que funcionava dentro da cadeia pública oferecendo picolés, sorvetes e refrigerantes aos detentos. Quando souberam do fechamento da cantina, os presos iniciaram uma greve de fome e ainda ameaçaram fazer uma rebelião.

A decisão de fechar a cantina foi tomada pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Barra do Garças, Otávio Vinicius Affi Peixoto. Os detentos recusaram o café da manhã, depois não almoçaram e nem jantaram. A Polícia Militar reforçou o efetivo na cadeia temendo que a situação ficasse incontrolável com a revolta dos presos. A cadeia de Barra tem 108 detentos.

Oficialmente a direção da cadeia não quis falar sobre o episódio. A Polícia Militar informou que apesar dos protestos, a situação era tranqüila e que os detentos voltaram a comer nesta terça-feira dando fim a greve. Alguns familiares reclamaram da decisão da Justiça dizendo que existem cantinas em outras cadeias de MT e que o dinheiro arrecadado era utilizado até mesmo em pequenos reparos e manutenção junto à unidade prisional.

O juiz Otávio Vinicius no seu despacho a direção da cadeia disse que o Poder Judiciário vai criar um mecanismo através de fianças e multas para ajudar na manutenção da cadeia dispensando a existência da cantina. A notícia não agradou aos detentos que agora terão que se contentar com as refeições normais da cadeia. Eram comum os detentos tomarem sorvetes, refrigerantes e picolés durante o dia. As guloseimas ficam restritas aos dias de visita nas quartas-feiras e sextas-feiras.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.9%
23.7%
1.3%