24/11/2016 às 17h49min - Atualizada em 24/11/2016 às 17h49min

Delegado de Aragarças comanda operação contra o tráfico em cidade da região

Tribuna Piranhense

A Polícia Civil com apoio da Polícia Militar (PM), do Ministério Público e do Poder Judiciário, realizou nesta quarta-feira (23/11), em Piranhas, na região oeste de Goiás, a Operação Guardião Piranhas 1, em combate ao tráfico de drogas. A ação reuniu cerca 30 policiais civis e militares, que cumpriram 4 mandados de prisão temporária e 6 mandados de busca e apreensão.

Segundo o delegado Ricardo Galvão, que comandou a operação, a PC de Piranhas realizou investigações, durante várias semanas, até chegar aos suspeitos. “Em razão do tráfico de drogas no município, os agentes da Polícia Civil de Piranhas começaram a realizar diligências para chegar até os suspeitos. Como resultado, tivemos, hoje, cinco prisões e apreensão de um menor. Os indivíduos serão autuados pelos crimes de tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e munições”, relatou o delegado.

Entre os presos temporários estão João Ferreira Vilas Boas e Douglas Ferreira dos Santos. De acordo com a polícia, Wanderson Luís da Silva, que também teve a prisão temporária decretada pela Justiça, acabou sendo preso em flagrante, pois os policiais encontraram drogas e munição em sua residência durante as buscas.

Além das prisões previamente decretadas pela Justiça, outros dois foram presos portando entorpecentes, arma e munições. Washington dos Santos, vulgo “Douglas da Twister”, e Dhieroty Fernandes de Oliveira receberam voz de prisão em suas casas por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, respectivamente, durante cumprimentos de mandados de busca e apreensão. Com Washington também foram encontradas munições. Dhieroty pagou fiança de 2 salários mínimos e foi liberado em seguida.

Outro alvo da Operação Guardião Piranhas 1, é Rocean Junior de Oliveira Santos. Ele não foi encontrado e é considerado foragido.

Conforme dados repassados pelos agentes da PC de Piranhas, foram apreendidos cerca de 30 papelotes de entorpecentes, uma carabina calibre 22 e várias munições de arma de fogo.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.8%
16.7%
77.2%