03/11/2016 às 14h56min - Atualizada em 03/11/2016 às 14h56min

Segurança nas agências dos Correios de MT é apurada pelo MPF

Assessoria/MPF

De acordo com Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de Mato Grosso (Sintect/MT), nos últimos meses agências dos Correios são vítimas de constantes assaltos, impactando diretamente na saúde e segurança dos trabalhadores e clientes.

Diante desses fatores, o Ministério Público Federal (MPF) investiga, por meio de inquérito civil, as condições de segurança nas agências dos Correios, principalmente as localizadas no interior de Mato Grosso.

O procurador da República de Barra do Garças, Rafael Guimarães Nogueira, instaurou inquérito civil para apurar quais as medidas de segurança que os Correios tem implementado em suas agências para possibilitar “segurança” e “tranquilidade” aos servidores e clientes que procuraram as unidades para buscar e enviar encomendas, como também realizar operação bancária.

O inquérito civil que tramita em Barra do Garças está em segredo de justiça.

Para o Sindicato dos servidores, esses constantes assaltos demonstra facilidade de acesso por todas as pessoas, mesmo aquelas que estão portando armas. A categoria já ingressou com Ação Civil Pública junto a Justiça do Trabalho cobrando dos Correios medidas de segurança necessárias para proteger funcionários e clientes, como adoção de portas giratórias com detector de metais e a contratação de agentes de seguranças.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.8%
16.7%
77.2%