26/10/2016 às 23h47min - Atualizada em 26/10/2016 às 23h47min

Prefeito Beto e deputado Max cobram repasses do Governo de MT a Saúde de Barra do Garças

Araguaia Notícia
Assessoria Beto e Max cobram secretário sobre repasses

Acompanhado do deputado estadual Max Russi (PSB), o prefeito de Barra do Garças Roberto Farias (PMDB) participou na quarta-feira (26/10) de uma audiência com o secretário estadual de Saúde João Batista Pereira da Silva onde explanou as dificuldades do município e reiterou a necessidade de que o estado regularize os repasses para a saúde de Barra do Garças.

A dívida do Governo de Mato Grosso com a saúde de Barra do Garças ultrapassa 13 milhões de reais, explica o chefe do executivo barra-garcense. “Pedimos o a regularização dos repasses da saúde bem como o pagamento dos atrasados, pois o município está sendo sacrificado” frisou Beto.

Com relação à Unidade de Terapia Intensiva (UTI), Beto pediu que os leitos sejam ampliados de dez para vinte leitos adultos e a implantação de dez leitos neonatal totalizando trinta leitos. “Estamos dispostos a avançar e ajudar o estado na descentralização da saúde apesar do momento de crise que vivemos”, completou.

Roberto cobrou ainda a regularização dos repasses do Estado para a Prefeitura, o valor ultrapassa a casa dos R$ 13 milhões, sendo R$ 5,9 milhões referente ao período de 2008 a 2014; R$ 1,5 milhão de 2015 e de janeiro a Outubro deste anos, o Governo Estadual deixou de repassar R$ 5,8 milhões, totalizando R$ 13.233.521,36 a dívida do Estado com o município.

O deputado Max Russi que tem sido um aliado da administração barra-garcense corroborou com os pedidos de Roberto Farias e comprometeu em cobrar uma posição firme do governador Pedro Taques de resolver o problema de Barra do Garças.

Esse assunto sobre repasse da saúde esteve em pauta na semana passada na Assembléia Legislativa quando os deputados pediram ao governador Pedro Taques que defina um calendário para saldar essas dívidas. A cidade de Barra do Garças hoje atende trinta e três municípios e até mesmo cidades do estado de Goiás. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.2%
24.4%
1.4%