21/10/2016 às 20h16min - Atualizada em 21/10/2016 às 20h16min

Dívida do Estado com Saúde em Barra do Garças ultrapassa R$ 13 mi

Francis Amorim/RD News

Passa dos R$ 13 milhões a dívida do Estado com a Prefeitura de Barra do Garças na área de saúde. Os valores em atraso foram divulgados hoje (20). Com isso o município está sendo obrigado a “bancar” toda a estrutura do Hospital Milton Morbeck, principal referência na saúde regional, que atende 33 dos 141 municípios.

De acordo com a planilha divulgada pela prefeitura, de 2008 a 2014 o governo repassou R$ 26,2 milhões dos R$ 32,1 milhões que deveriam ter sido repassados, deixando uma dívida de R$ 5,9 milhões. Já em 2015, do total de R$ 4,8 milhões, o Estado transferiu R$ 3,3 milhões e, em 2016, dos R$ 11,6 milhões foram transferidos apenas R$ 5,8 milhões, equivalente ao déficit de R$ 13 milhões.

Com esse débito, a prefeitura se vê obrigada a remanejar recursos de outras áreas para não deixar de atender a população. O município aponta que existe uma defasagem no valor pago pelo Estado por paciente, que é inferior em relação às demais regiões de Mato Grosso, onde os repasses são feitos aos hospitais regionais e o de Barra é municipal.
“Estamos buscando alternativas, mas a cada mês fica mais difícil cobrir as despesas. O custo maior, a cada ano, está aumentando para a prefeitura, que está sendo extremamente sacrificada”, disse o secretário de Saúde, José Jacó, que assumiu o cargo recentemente e constatou o déficit.

Segundo cálculos da secretaria de Saúde, somente com o hospital municipal o custo mensal é de aproximadamente R$ 2,5 milhões. O que chama à atenção, conforme o secretário, é que além de atender a maioria dos municípios do Vale do Araguaia, Barra atende também pacientes de cidades de Goiás num raio de até 100 km, por ser o único hospital com unidades de terapia intensiva (UTI’s).


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.1%
24.5%
1.4%