29/05/2012 às 12h08min - Atualizada em 29/05/2012 às 12h08min

Justiça concede autorização para empresário disputar eleição em Barra

Olhar Direto
Olhar Direto

Ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Gilson Dipp julgou procedente o pedido de agravo de instrumento em favor de Roberto Farias (PSD) e suspendeu a punição imposta pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) ao empresário, filho do ex-governador Wilmar Peres. Com esse efeito suspensivo, Beto está apto a disputar a eleição municipal em Barra do Garças.

A decisão foi recebida com alívio pelo grupo político de Roberto Farias, que corria o risco de ficar fora da eleição. O social-democrata havia sido punido por propaganda extemporânea em 2010, quando era candidato a deputado federal e deu entrevista numa emissora de TV. Na época, o candidato a deputado estadual Cândido Teles (PSB) denunciou Farias por abuso econômico.

Beto explica que entrevista não foi para se autopromover ou para pedir voto; teve sim o objetivo de explicar as ameaças que estava sofrendo na campanha (por exemplo, uma caixa que recebeu, aparentando uma bomba e com bilhete anunciando que iria morrer e que não mais veria seu filho.

“Eu não fiz propaganda extemporânea e só falei sobre as ameaças. Por isso tinha certeza que o meu recurso seria acatado em Brasília”, frisou.

O acolhimento do agravo de instrumento de Beto teve como base a exigüidade de prazo para votar o mérito e a presunção de inocência.

Antes disso, o risco de Beto ficar fora da eleição levou o ex-conselheiro Alencar Soares Filho a filiar-se ao PSD como uma opção ao grupo político no cenário municipal. Todavia, no encontro partidário da última sexta-feira (25), o ex-conselheiro voltou a dizer que a preferência no PSD é do empresário.

A decisão em favor de Beto deve mexer com o quadro político de Barra, onde alguns adversários já colocavam o filho do ex-governador fora do processo.

“Eu nunca me vi fora da eleição porque não roubei e nem desviei dinheiro público. Vou disputar a eleição de cabeça erguida”, finalizou. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%