26/05/2012 às 15h32min - Atualizada em 26/05/2012 às 15h32min

Reforma de pontes na divisa de MT e GO começam com protestos

Olhar Direto
Olhar Direto

Debaixo de protestos por parte de motoristas e motociclistas, teve início na manhã de quinta-feira (24) a reforma das pontes Garças e Araguaia, em Barra do Garças, na divisa de Mato Grosso e Goiás. Alguns motoristas reclamaram que foram pegos de surpresa com a interdição parcial do trânsito nas pontes e muita gente chegou atrasado no serviço.

O tráfego está sendo liberado apenas de um lado das pontes e o trânsito é liberado a cada 10 minutos para o lado de Barra do Garças, depois Pontal do Araguaia e Aragarças-GO. A empreiteira Sanches Tripoloni informou que o serviço é inevitável e será realizado num prazo de 10 dias.

Os caminhões e carretas estão sendo retidos na entrada de Barra e Aragarças e descem de 10 em 10, segundo informou o tenente Emanuel. “Nós fomos solicitados para organizar o trânsito das carretas na entrada de Barra; do lado de Aragarças, é a PM goiana”, adiantou o oficial.

Essa é a terceira reforma em menos de cinco anos das pontes Garças e Araguaia. A empreiteira informou as prefeituras que a plataforma (piso) das pontes está com buracos e a interdição parcial do trânsito é necessária para concretagem. A primeira reforma das pontes aconteceu em 2007, quando uma das pilastras trincou. O serviço demorou seis meses e custou R$ 32 milhões.

Pela região de Barra do Garças passam mil carretas por dia, de acordo com a Sefaz. A saída definitiva para o problema seria a construção do anel viário, orçado em R$ 90 milhões. Desde a saída de Luiz Antônio Pagot do Dnit, o assunto esfriou. Vários motoristas desolados na manhã de hoje já não acreditam mais na construção do anel viário.  


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.2%
75.2%