13/05/2016 às 14h13min - Atualizada em 13/05/2016 às 14h13min

Mãe é indiciada por abandono após morte de 3 crianças em incêndio

G1 MT
Reprodução/TVCA

Uma mulher de 40 anos, mãe e avó de 3 crianças que morreram em um incêndio, no dia 3 de maio em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá, foi indiciada pela Polícia Civil por abandono de incapaz. O inquérito que apura a morte dos três meninos, de 3,7 e 10 anos, foi concluído nesta quinta-feira (12).

As três crianças estavam em um barraco que pegou fogo no Bairro Jardim Paiaguás. Naquela ocasião, os três meninos estavam sozinhos na casa, que estava trancada, e morreram no incêndio. O local, cuja energia elétrica estava cortada, era iluminado por uma vela. A casa estava com a porta da frente trancada por fora e, a de trás, trancada por dentro.

De acordo com o delegado Cláudio Alvares Santana, da Delegacia da Mulher, a mãe foi indiciada por abandono de incapaz com resultado de morte. Gonçalina Neris de Almeida foi presa em flagrante após a morte das crianças e está detida na Penitenciária Feminina Ana Maria do Couto May, em Cuiabá.

Ela é mãe de duas das vítimas (de 10 e 7 anos) e avó da terceira (de 3 anos). Uma adolescente de 17 anos, filha de Gonçalina, é a mãe da criança de 3 anos. Conforme o delegado, a investigação apontou que as crianças eram cuidadas pelos irmãos: a adolescente de 17 anos e um menino de 13. No momento do incêndio os dois estavam na escola, junto com o outro filho da adolescente.

“Pelo que entendemos, as crianças ficavam sozinhas durante toda a vida. A situação se agravou quando a mãe foi morar com o namorado no começo deste ano. No dia do incêndio a adolescente, de 17 anos, pegou o filho dela, de 8 meses, e foi para a escola. Ela acabou levando o irmão, de 13 anos, para cuidar do bebê”, explicou o delegado ao G1 .

A Polícia Civil também responsabilizou o pai das crianças. O homem, que trabalha como operador de máquina – é pai biológico de duas das crianças e pai adotivo de outras duas – foi indiciado por abandono de material. Ele estava em estado de choque durante o depoimento à polícia.

“Ele falou que deixou de prover o sustento das crianças porque brigava muito com a ex-mulher. Quando eles se separaram, ele [o pai] visitava as crianças, mas deixou de ir por causa dessas brigas”, contou o delegado.

O garoto de 13 anos, e testemunhas, disseram em depoimento que Gonçalina, desde o começo do ano, ficava na casa do namorado em Cuiabá, e que as crianças ficavam sozinhas. Era o menino de 13 anos que fazia as refeições para as demais crianças, às vezes até a criança de 10 era a responsável.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, o resultado do exame de DNA das vítimas ainda não foi concluído e os corpos continuam no Instituto Médico Legal (IML). A adolescente de 17 anos, o filho dela, de 8 meses, e o irmão, de 13, estão sob os cuidados de familiares. A mais velha chegou a ser detida, mas foi liberada e responde a um ato infracional, sendo acompanhada pela Justiça.

Casa foi destruída em incêndio que matou três crianças em Mato Grosso (Foto: Reprodução/TVCA)

Casa foi destruída em incêndio que matou três crianças em Mato Grosso (Foto: Reprodução/TVCA)


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

2.1%
4.2%
20.4%
73.3%