27/04/2016 às 16h37min - Atualizada em 27/04/2016 às 16h37min

Mãe de criança morta após estupro é presa em Bom Jardim

Araguaia Notícia
Facebook

A senhora Lidia Xavier, 25 anos, foi presa na quarta-feira (27/4) em cumprimento ao mandado de prisão temporária por trinta dias. Ela é mãe da pequena Livia Raquel, 4 anos, que morreu de hemorragia causada por um estupro na cidade de Bom Jardim. O suspeito de ter cometido a violência sexual é o padrasto da criança que está preso.

A policia já tinha ouvido a mãe de Lívia na segunda-feira e como surgiram testemunhas afirmando que ela maltratava a filha até mesmo com xingamentos de que a filha tinha que morrer, o delegado Ricardo Galvão decidiu representar pela prisão de Lidia Xavier.

O delegado acrescentou que no dia em que criança foi levada até o hospital a mãe deu banho minutos antes nela e como ela não teria percebido uma lesão no órgão genital da filha.

Uma das testemunhas relatou na delegacia que ouviu a mãe dizer – num momento de fúria - que a filha tinha que morrer.

A temporária de Lidia será de trinta dias podendo ser prorrogada por mais trinta ou convertida preventiva dependendo das investigações em curso ressaltou o delegado aragarcense. Lidia Xavier diz que nunca presenciou nenhuma violência do padrasto contra a filha e que pediu que a filha fosse levada para o hospital imaginando que ela estaria com alguma virose.

Segundo a polícia, a pequena Lívia foi abusada sexualmente no dia 18/4 e no mesmo à noite ela foi levada até hospital de Bom Jardim e posteriormente ao Pronto Socorro de Barra do Garças onde faleceu na madrugada de 19/4.

O suspeito do crime, o padrasto que tem 28 anos continua preso, porém nega o crime. Um exame de DNA foi solicitado pelo delegado para confirmar a autoria do crime e ficará pronto dentro de 30 dias.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.7%
17.2%
77.0%