17/05/2012 às 13h28min - Atualizada em 17/05/2012 às 13h28min

Nove das 33 vítimas de grave acidente com ônibus ainda estão internadas

Olhar Direto
Corpo de Bombeiros-BG

Nove das 33 vítimas do tombamento do ônibus da Viação Xavante, terça-feira (15), continuam internadas, sendo quatro em estado grave. A paciente Neli Moura Borges é a que inspira mais cuidados. Ela sofreu fraturas no fêmur, bacia, ombro e punho e estava com hemorragia interna.

Neli estava em companhia de mais 41 colegas – todos funcionários da Viação Xavante – no ônibus que tombou na BR-070 que seguia para Cuiabá, onde iria participar de uma manifestação contra licitação das linhas intermunicipais através da Agência Reguladora (Ager).

A paciente Constância Alves Costa teve traumatismo na bacia; o presidente do Sintro, Juarez Machado, fraturou o braço e a esposa dele, Eva da Silva, fraturou o fêmur; Célia Regina Rodrigues, 43 anos, teve escoriações na região lombar.

O gerente operacional da Viação Xavante, Élio Prestes, também estava com dores lombares, mas recebeu alta no final da tarde.

Ainda não se sabe a causa do acidente. Nem mesmo o motorista do ônibus, Elias de Souza, soube explicar o motivo que o levou a passar direto na curva e tombar o veículo.

A delegação era formada por três ônibus com funcionários da Viação Xavante e Barratur Transportes, que acabou voltando por causa do acidente.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.0%
23.7%
1.3%