14/04/2016 às 19h17min - Atualizada em 14/04/2016 às 19h17min

Homem que se passava por policial é preso em Confresa

Assessoria/PJC-MT
Reprodução

Um homem foi preso pela Polícia Judiciária Civil na terça-feira (12.04), no município de Confresa (1.160 km a Noroeste), portando uma pistola e um colete com o brasão da Polícia Civil, usados para fazer “cobrança de dívidas” na região. A prisão está inserida na operação da Secretaria de Segurança Pública “Carga Máxima” deflagrada para combater a criminalidade em todo Estado de Mato Grosso.

O suspeito, Degmar Ferreira Coelho, 37, foi autuado em flagrante pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo com numeração suprimida e indícios de adulteradação, ameaça, e usurpação de função pública. As diligências iniciaram após boletim de ocorrência registrado pelas vítimas, referente ao acusado que se fingia ser policial para fazer cobranças e ameaçar pessoas. Conforme depoimento, Degmar também utilizava uma arma de fogo para intimidar as vítimas durante as ações criminosas.

Diante dos fatos, a equipe de policiais civis de Confresa procedeu com trabalho de monitoramento do investigado. Na residência de Degmar foi apreendida uma pistola 765 aparentemente modificada com cano de pistola 380 e mais 05 munições de calibre 380 intactas, que estavam dentro de uma sacola verde embaixo de uma geladeira desligada.

Em seguida foi localizado no guarda-roupa do suspeito, um colete de tecido com o brasão da Polícia Judiciária Civil. Questionado, ele declarou que havia emprestado os materiais apreendidos, e não soube explicar quem seria o suposto responsável pela arma, munições e colete. O preso foi conduzido à Delegacia de Polícia e após ser autuado em flagrante foi transferido para a Cadeia Pública da cidade de Porto Alegre do Norte ((1.125 km a Nordeste), ficando à disposição da Justiça.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.6%
16.9%
77.3%