13/05/2011 às 19h28min - Atualizada em 13/05/2011 às 19h28min

Professores municipais querem piso nacional

Olhar Direto
Tv Serra Azul Funcionários têm medo de represália do prefeito

Os professores municipais de todo país devem cruzar os braços nesta quarta-feira (11) quando acontece o Dia Nacional da Mobilização pela Educação.Como já houve essa manifestação junto à rede estadual, o Sindicato dos Trabalhadores da Educação (Sintep) está mobilizando as redes municipais de Ensino.

Em Barra do Garças (509 km de Cuiabá), o sindicato convidou os profissionais da Educação Municipal e distribuiu faixas na escolas municipais, além de marcar uma plenária na sede do Sintep a partir das 8 horas da manhã. Na pauta estão duas reivindicações; a primeira diz respeito à da data-base (recomposição do índice da inflação no salário) e a outra sobre a implantação do piso nacional do professor de R$ 1.300,00.

O presidente do Sintep-BG, Omar Cirino, explicou que desde que o prefeito Wanderlei Farias (PR) assumiu a prefeitura houve somente uma recomposição da data-base referente a 2008, mas com atraso em 2009. Porém o republicano tem ignorado em dar a recomposição referente a 2009, 2010 e agora 2011. Sobre o piso nacional, o sindicalista explicou que a prefeitura barra-garcense oferece 1.087,00 ao professor, mas longe dos 1.300,00 pretendidos pela categoria.

Mesmo com a mobilização através de convites aos professores e servidores, o sindicalista admite que é difícil conseguir adesão 100% da rede municipal, pois muitos funcionários temem represálias do prefeito e da secretária de Educação, Silvia Cavalcante. “Quando é no município é mais difícil negociar melhorias entre prefeito e servidores, diferente de Estado ou governo federal”, frisou.

A proposta do sindicato era mobilizar os servidores da Educação do pólo de Barra para uma grande assembléia chamando funcionários dos municípios de Pontal do Araguaia, Araguaiana, Novo São Joaquim, Campinápolis, Torixoréu, General Carneiro e Ponte Branca. Mas temendo alguma retaliação política, alguns servidores pediram para não participar do evento deste 11 de maio.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.3%
24.3%
1.4%