05/04/2016 às 11h36min - Atualizada em 05/04/2016 às 11h36min

Secretário firma compromisso com o policiamento comunitário

Lidiana Cuiabano | Sesp-MT

A busca por estreitar o relacionamento com as forças e a necessidade de conhecer de perto as demandas estruturais e humanas motivaram a primeira visita do secretário de Segurança Pública, Rogers Elizandro Jarbas, em unidades da Segurança no Estado.

O ponto de partida foi a companhia de Polícia Militar da Base Comunitária do bairro Planalto, em Cuiabá, na tarde desta segunda-feira (04.04).

No local, o secretário, juntamente com o comandante geral da Polícia Militar, coronel PM Gley Alves, delegado geral da Polícia Civil, Adriano Peralta, coordenadores e responsáveis pela gestão da Polícia Comunitária em Mato Grosso, conheceram a estrutura e ouviram os policiais.

“Fazemos visitas nas escolas, nos comércios da região, além da patrulha pela comunidade”, contou o comandante da companhia, 2º tenente Atílio Neto dos Santos.

A unidade policial atende 55 mil habitantes distribuídos em 18 bairros. “O motivo principal da visita é mostrar que as forças valorizam quem está efetivamente fazendo Segurança Pública", enfatizou o secretário de Segurança Pública, Rogers Jarbas.

O segundo destino do secretário e representantes das forças foi a Companhia de Polícia Militar da Base Comunitária do bairro Boa Esperança, em Cuiabá.

Rogers e equipe conversaram com o presidente do Conselho Comunitário de Segurança Pública (Conseg) do Boa Esperança e região, Antônio Carlos Jaudy. Instalado no mesmo espaço da companhia, o Conseg atua de forma estreita com as polícias Civil e Militar.

“Por meio do Conseg, conseguimos diversas parcerias para a melhoria das condições de trabalho do policial. Também temos um diálogo frequente com a comunidade, reforçando as ações preventivas de Segurança Pública”, relatou Jaudy.

“A polícia comunitária é um dos trabalhos mais fortes e mais bonitos que o Estado consegue fazer em prol do cidadão”, reforçou o secretário.

Polícia comunitária

A Polícia Comunitária é um importante elo da Segurança Pública, pois favorece a resolução de problemas na própria comunidade, além de prevenir crimes.

Em Mato Grosso, a Gerência de Polícia Comunitária da Secretaria de Segurança Pública atua em diversas frentes com foco na melhoria do diálogo do cidadão com a polícia.

Esse trabalho é feito por meio da atuação dos Conselhos Comunitários de Segurança Pública (Conseg), presentes nos 141 municípios do Estado.

Por meio dos Conseg's, líderes comunitários se reúnem e conversam com a população local sobre problemas e conflitos relacionados à segurança pública ou que nela deságuam. A partir dos encontros, soluções são apresentadas.

Além dos Conselhos Comunitários, a Sesp conta também com 23 bases comunitárias de Segurança Pública. A maioria delas, 18, está em Cuiabá e Várzea Grande. Outras cinco estão em cidades pólos, como Tangará da Serra, Sinop, Cáceres, Barra do Garças e Rondonópolis.

Capacitação

Atualmente, 30 comandantes de companhias comunitárias e de bases comunitárias estão se capacitando no curso de Liderança e Coaching. Entre eles, está o 2º tenente Atílio Neto dos Santos, comandante da Base Comunitária do bairro Planalto.

O objetivo da capacitação é transmitir aos policiais uma ferramenta de gestão que os permita auxiliar a tropa e a comunidade na resolução dos seus próprios problemas.

Em março, os novos comandantes das companhias comunitárias de Cuiabá e Várzea Grande tomaram posse e também receberam o certificado do curso de Gestão de Polícia Comunitária. Esta foi a primeira fase da capacitação, que é composta por quatro encontros.


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.1%
4.5%
17.2%
77.2%