07/05/2012 às 15h42min - Atualizada em 07/05/2012 às 15h42min

Acusado de matar homossexual e atirar contra policial é preso em MT

Olhar Direto
Agência da Notícia

O acusado de matar um homossexual para roubar uma moto e atirar de uma espingarda doze num policial militar, Idalécio Silva Santiago, foi preso pela Polícia Civil no município de Aragarças-GO, divisa com Barra do Garças, 509 km de Cuiabá. Idalécio estava numa construção quando foi abordado pelos agentes civis.

Inicialmente ele negou envolvimento nos crimes, mas como não portava documentos foi conduzido para delegacia onde foi identificado. O acusado comentou que anteriormente foi parado em três blitz policiais, mas como sempre não portava documentos, era liberado liberado.

Idalécio é apontado juntamente com Bruno Montel Araújo como responsáveis pelo assassinato do garçom homossexual Jenivaldo Bezerra Ferreira, dia 24 de novembro de 2010, em São Felix do Araguaia, a 1.115 km de Cuiabá. Os acusados teriam premeditado o latrocínio procurando a vítima com intenção de manter relação sexual e depois enforcaram Jenivaldo e levaram a moto dele.

O policial Rafael Farias informou que Idalécio em conversa preliminar com agentes civis de Barra do Garças admitiu outro crime. Uma tentativa de homicídio contra o cabo Mizael, também na região Norte Araguaia, onde teria atirado de doze contra o policial.

O acusado revelou que estava numa moto próximo ao bar onde estava bebendo o policial. Ainda de cima de moto, Idalécio conta que atirou no militar, porém o disparo não acertou. Depois desse fato, o acusado se envolveu na morte do garçom e fugiu para Aragarças onde estava trabalhando como pedreiro.

Idalécio foi preso na quarta-feira (2) e removido para São Felix do Araguaia. A prisão dele foi comunicada pelo delegado Adilson Gonçalves ao juiz Marcos Antônio Canavarros. Com informações da Agência da Notícia


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%