04/05/2012 às 16h32min - Atualizada em 04/05/2012 às 16h32min

Ex-juiz de MT decepciona-se com promessa do futebol brasileiro

Olhar Direto
Blog Gabriel Fuhrmann

O juiz aposentado de Mato Grosso, Herval Alves D’Afonseca, que trabalhou na comarca de Barra do Garças na década de 1980 e empresaria jogadores, se diz decepcionado com um atleta de 17 anos que está no Internacional-RS. Herval era agente do atleta que chegou a assinar dois contratos profissionais com Internacional e Lyon da França.

O jogador em questão é Fernando Amorim, considerado uma das promessas do futebol gaúcho, que já treinou no Vasco da Gama e São Paulo mas não ficou nesses times e resolveu iniciar uma carreira no Inter. Por causa de um atrito, ele abandonou o colorado e procurou Herval para entrar no futebol europeu.

A reportagem sobre Fernando Amorim está em destaque no blog do jornalista Gabriel Fuhrmann, que fala sobre futebol e novos talentos. Amorim é citado como um exemplo cheio de erros, onde todos ficaram no prejuízo, inclusive o clube que pode não utilizar o atleta.

É que o Lyon entrou na Justiça após a decisão de Amorim em voltar ao Brasil. Isso porque o atleta também assinou com o Inter e pode ser desconvocado da seleção brasileira da categoria sub-17.

Herval se revelou decepcionado porque se empenhou para levar Amorim para a Europa, juntamente com o filho David D’Afonsêca, representante da HD Football Talents, e como o atleta voltou ao Brasil e acertou com o Inter, a empresa dele ficou no prejuízo.

O Lyon desistiu da ação contra o Inter e jogador. E quem decidiu manter a ação agora é ex-juiz Herval, que, através de sua empresa, pretende acionar o jogador, Internacional, Sonda/DIS e até a Fifa na justiça.

“Vamos acionar a FIFA por perdas e danos, pois perdemos um investimento graças ao erro dela. Também vamos acionar o jogador, pelo não pagamento e cumprimento de contratos e, claro, vamos incluir o Grupo Sonda e o Inter nisso, como pudermos, para receber o investimento que fizemos”, comentou Herval D’Afonsêca ao blog do Gabriel.

Herval se diz decepcionado porque via Amorim como um filho. “O menino é da mesma cidade que eu, São Gonçalo dos Campos, na Bahia. Minha família é uma das fundadoras do município e, por termos muita influência, o garoto me procurou pedindo ajuda. Na época ele já estava no Vasco”, comentou Herval. Com informações do Blog Gabriel Fuhrmann. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.4%
5.2%
18.2%
75.2%