15/02/2016 às 17h46min - Atualizada em 15/02/2016 às 17h46min

Prefeitura investe 300 mil em novos equipamentos para Pronto Socorro de Barra

Ronaldo Couto
Assessoria

A direção do Pronto Socorro Municipal (PSM) de Barra do Garças está anunciando a aquisição de novos equipamentos para o tomógrafo e a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) num investimento na ordem de R$ 300 mil da prefeitura para otimizar o atendimento do hospital.

O diretor do PSM Jailton Pereira de Abreu informou que foram adquiridos um aparelho de dosagem e uma centrifuga para o laboratório onde são feitos os exames de urina e sangue; e uma peça para funcionamento do tomógrafo.

“São setores primordiais do hospital”, ponderou Jailton que agradeceu o empenho do prefeito Roberto Farias nessa aquisição mesmo num momento de dificuldade da economia brasileira.

Para UTI foi adquirido um moderno aparelho ventilador pulmonar Inter 7 Plus para ajudar no atendimento dos pacientes da UTI. A fisioterapeuta Viviane Câmara destacou a importância deste investimento na UTI. “Esse equipamento de ventilação já desempenha a função de monitorar os pacientes facilitando a recuperação deles”.

O centro cirúrgico do hospital também recebeu uma melhoria com a locação de aparelhos de anestesia Verdes II junto a uma empresa de Goiânia. “Nós estamos modernizando os equipamentos de anestesia para auxiliar nas cirurgias eletivas e emergenciais”, completou Jailton.

O diretor do PSM ressaltou que o hospital de Barra é referencia no interior e atende 33 municípios do Vale do Araguaia e até mesmo de outros estados, todavia muitas das vezes não recebe a contrapartida que deveria receber do Governo do Estado e Governo Federal.

“O prefeito Roberto Farias tem se esforçado para manter o hospital funcionando e atendendo bem a comunidade. Um médico que veio de Bonito-MS esteve aqui no PSM nesse final de semana onde fez elogios a organização do hospital”, finalizou Jailton.
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.5%
1.3%