02/02/2016 às 14h07min - Atualizada em 02/02/2016 às 14h07min

Vereador é detido após tiro de pistola atingir esposa

Midia News
Midia News

O vereador por Várzea Grande, Fábio Saad (PTC), foi detido no último sábado (30) por posse ilegal de arma de fogo, após um tiro supostamente acidental atingir de raspão a mulher dele, dentro de casa, no Centro de Várzea Grande.

A mulher foi levada pelo próprio parlamentar ao Hospital Jardim Cuiabá, na Capital. Ela passa bem. Já o vereador foi liberado depois de pagar uma fiança no valor de dois salários mínimos.

Ao MidiaNews, o político contou que a esposa arrumava um guarda-roupa, quando puxou uma toalha na parte de cima e a arma, uma pistola 765, caiu no chão e disparou.

O tiro acertou de raspão o braço direito da mulher.

De acordo com o parlamentar, ele mesmo acionou a Polícia Militar.

“Os policiais foram até a minha residência e constataram que o tiro foi acidental”, disse.

Conforme a Polícia Militar, o vereador foi encaminhado para a Central de Flagrantes do município, prestou esclarecimento e em seguida foi liberado pelo delegado de plantão.

Conforme a PM, a fiança foi arbitrada porque a arma não é de uso restrito.

A Polícia Militar ainda explicou que é permitida no Brasil a posse de arma de fogo, e seus acessórios e munições, dentro de residências ou empresas, diferente do porte de arma, que é considerado um crime inafiançável.

O parlamentar disse que comprou a pistola "de um terceiro" depois que bandidos roubaram um caminhão dele, em dezembro de 2015.

"Desde então deixava a arma dentro de casa, por razões de segurança", justificou.

Saad afirmou ainda que tem curso de tiro.

A Delegacia Regional de Várzea Grande irá abrir um inquérito para investigar o caso.

Após as investigações, o processo será enviado para o Fórum da cidade. 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

75.1%
23.6%
1.3%