16/04/2012 às 15h51min - Atualizada em 16/04/2012 às 15h51min

Matogrossense vai apresentar peça sobre mártir Tiradentes no Vietnã

Olhar Direto
Blog spot Amarílio de Carvalho

O professor de esperanto de Barra do Garças, Amarílio Carvalho, 79 anos, está se preparando para apresentar no Vietnã o espetáculo sobre Tiradentes, criado por ele, para homenagear um dos mártires da Inconfidência Mineira.

O monólogo do professor Amarílio já esteve em Brazilândia-DF, Campo Grande-MS, Alto Paraíso-GO, Niterói-RJ, Paraíba do Sul-RJ, Três Rios-RJ, Sebollas-RJ, São Paulo-SP, Rio de Janeiro e já se apresentou no Congresso Nacional e na rampa do Palácio do Planalto em Brasília.

Mais de 1.150 pessoas já assistiram ao espetáculo de 75 minutos. Desta vez, o professor de esperanto espera ir do outro lado do mundo durante o Congresso Mundial de Esperanto, dia 1 de maio de 2013, em Hanói, no Vietnã.

“Para chegarmos até o outro lado do mundo, precisamos apenas de três coisas: dólares, dólares e dólares”, brinca Amarílio. Ele não faz cerimônia em pedir ajuda financeira e disse que depende da boa vontade dos amigos e das pessoas que conhecem o seu trabalho.

Em Barra do Garças, ele começou a maratona dando entrevistas nas rádios e TVs e iniciou uma campanha na internet através das redes sociais pedindo ajuda. A história de Joaquim José da Silva Xavier, o Tiradentes, foi traduzida para o esperanto pelo professor e médico Paulo Sérgio Viana, de Lorena-SP.

Amarílio ficou conhecido em Barra do Garças pela divulgação do esperanto nas escolas e por se vestir de Papai Noel no final do ano.

O esperanto foi criado como língua pelo Zamenhof e já é conhecido em mais de 80 países. Para quem quiser conhecer mais sobre o trabalho de Amarílio pode entrar no blog spot dele. A conta para contribuir com ele é 9.810-8, agência 0.571-1 do Banco do Brasil em nome do professor Amarílio Carvalho.

Fotos: amariliocarvalhoesperanto.blogspot.com
Email: [email protected]
 


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Com UTIs lotadas, Barra do Garças deve ou não aderir lockdown? 3 pacientes aguardam vagas

74.9%
23.7%
1.3%