Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90
Araguaia Notícia  Publicidade 728x90
03/01/2016 às 10h32min - Atualizada em 03/01/2016 às 10h32min

Neymar, um dos talentos da Copinha, estreou contra o Barra

Globo Esporte - blog Na Base da Bola
Sportv

O jornalista Pedro Venâncio, do blog NA BASE DA BOLA do Globo Esporte, fez uma retrospectiva sobre a Copa São Paulo Júniores que foi criada em 1969 e chega a 47ª edição que foi aberta sábado (02/01). Ao destacar alguns talentos que surgiram na Copinha, ele cita que o jogador Neymar (ídolo do Barcelona) estreou na competição em 2008 contra o Barra do Garças Futebol Clube. Depois de ser goleado pelo Santos, o Barra perdeu para o Nacional e empatou com o ABC naquela oportunidade e foi eliminado na primeira fase. Foi a última participação do Barra na Copinha. O time barra-garcense participou de seis edições desta competição. O ex-diretor do Barra Hilton Souza Filho, conhecido como Sabiá, lembra com satisfação deste jogo.

A expectativa era muito grande pela estreía do Neymar que era visto com um 'novo Pelé' que estava surgindo na Vila Belmiro e menino já era cercado por seguranças. Neymar tinha 15 anos e entrou no segundo tempo na partida no lugar de Paulo Henrique e deu duas assistências para mais dois gols do Santos. Sabiá conta que o time barra-garcense era formado naquele ano por uma base de jogadores do estado de São Paulo com seis jogadores do Barra. Entre eles, o saudoso Jefinho e mais Melésio, Lennon e Agnaldo. "Foi uma experiência maravilhosa que a gente viveu. O jogo foi transmitido pela Sportv para todo o Brasil e muita gente viu na Barra e mesmo com a derrota aplaudiu nossa atitude de levar o nome da cidade em destaque nacional", recorda. 

Na oportunidade, o time santista venceu por 5 a 1.

Acompanhe o vídeo desta estréia e na íntegra a reportagem de Pedro Venâncio para o Blog Na Base da Bola que foi destaque essa semana no Globo Esporte:

A Copa São Paulo de Juniores tornou-se a competição de base mais vista do país. Nas últimas 15 edições, por exemplo, você sabe quem surgiu bem na Copinha? Não? O blog fez um levantamento e relembra, ano a ano, quem surgiu. Confira (veja também o vídeo acima com lances de alguns deles pela Copinha):

2001


kaká são paulo

kaká são paulo

O Roma, de Barueri, foi o campeão, mas não revelou nenhum jogador que se tornou ídolo de algum clube grande posteriormente. O mais famoso deles era o zagueiro André Astorga, que atuou no Santos em 2009. No São Paulo, vice-campeão, Kaká era reserva, pois se recuperava de lesão. E dez dias depois da final da Copinha, em 4 de fevereiro, estreou nos profissionais fazendo gol na vitória por 4 a 2 contra o Santos. Após o jogo, o meia-atacante, ainda com cara de menino, disse aos repórteres: "Ainda não faço barba, mas já faço gols".

2002

Treino do Tottenham Hotspur goleiro Heurelho Gomes

Treino do Tottenham Hotspur goleiro Heurelho Gomes

Ano em que a Portuguesa, comandada pelo ex-meia Edu Marangon, venceu o Cruzeiro por 1 a 0 na final e ficou com o título. No banco cruzeirense, estava Ney Franco, e com a camisa 1 estava Gomes, goleiro da Seleção na Copa de 2010. Nas quartas de final, a Lusa, que contava com o centroavante Alex Afonso, derrotou por 1 a 0 o Flamengo, que havia eliminado o Santos de Diego e Robinho (seriam campeões brasileiros no fim do ano). O Rubro-Negro tinha no meio-campo o volante Jonatas e o então meia Felipe Melo. Ibson, que também fez sucesso nos profissionais do Rubro-Negro, era reserva. 

2003

Richarlyson, treino São Paulo

Richarlyson, treino São Paulo

O Santo André, do então ala-esquerdo Richarlyson, foi campeão nos pênaltis em cima do Palmeiras de Vágner Love, Edmilson (os dois fizeram a dupla de ataque dos profissionais na Série B do mesmo ano). No Ramalhão, ainda se destacavam o atacante Nunes e o zagueiro Alex Bruno, campeão mundial de clubes em 2005 com o São Paulo. O Vasco, que chegou às semifinais, tinha a famosa "Geração 84", que prometeu muito, mas se firmou pouco nos profissionais. Nela, estavam nomes como Morais, Ygor, Anderson e Claudemir. 

2004

Bobô Corinthians X Grêmio

Bobô Corinthians X Grêmio

O Corinthians foi campeão em cima do São Paulo na decisão com uma vitória por 2 a 0, gols de Bobô e Rafael Fefo. Em campo pelo Timão, estavam Jô, Abuda, Rosinei, Fininho, Wendel e Júlio César, todos com passagem nos profissionais. No São Paulo, Hernanes era o meia ao lado de Marco Antônio, mas, ainda sem a fama que o acompanha desde o Brasileirão de 2007, era chamado de "Ernandes" nas crônicas dos jogos. Um dos artilheiros do torneio? Rodrigo Tiuí, do Fluminense, com sete gols.

2005

Ronny jogador Hertha Berlim

Ronny jogador Hertha Berlim

Bicampeonato do Corinthians, desta vez em uma final contra o Nacional-SP. Dentro de campo, o Timão tinha boa parte da base do time campeão no ano anterior, acompanhada de alguns jogadores que participaram do fatídico rebaixamento de 2007, como Bruno Octávio e Carlão. Na lateral esquerda, estava Ronny, atualmente meia do Hertha Berlim, da Alemanha. O ano ficou marcado também pela presença de dois paranaenses nas semifinais: o Paraná, que tinha como craque o camisa 10 Thiago Neves, e o Iraty, de Élton (centroavante ex-Vasco, Corinthians e Flamengo, entre outros clubes).

2006

Keirrison Atacante do Coritiba

Keirrison Atacante do Coritiba

O torneio teve uma final inusitada entre o Comercial-SP e o América-SP, que venceu o torneio nos pênaltis. Foi a única Copinha de Alexandre Pato, que aos 16 anos já era titular dos juniores do Internacional. No Coritiba, que chegou às quartas de final, brilhava o centroavanteKeirrison, que terminou a competição como vice-artilheiro com oito gols. Foi também a última edição sub-21 da Copinha.

2007

Guilherme entra, brilha e ajuda o Cruzeiro a vencer, em 2009

Guilherme entra, brilha e ajuda o Cruzeiro a vencer, em 2009

O ano marcou o primeiro título do Cruzeiro, então comandado pelo técnico Enderson Moreira. Dentro de campo, o principal jogador do time era Guilherme, que se firmou no ataque do time principal no mesmo ano. A equipe ainda tinha Maicon, atualmente zagueiro do Porto, e Jonathas, atacante que está na Real Sociedad, da Espanha. No vice-campeão São Paulo, jogava Breno, logo depois puxado por Muricy Ramalho para o time de cima. O camisa 10 era Sérgio Mota, uma eterna promessa. Foi a primeira edição com o limite de idade reduzido para sub-19.

2008

Neymar no dia de sua estreia na Copinha com a camisa do Santos

Neymar no dia de sua estreia na Copinha com a camisa do Santos

Outra Copinha com final diferente entre Figueirense e Rio Branco. O Figueira, que tinha no banco o técnico Rogério Micale, hoje na Seleção sub-20, venceu por 2 a 0 e tinha William Matheus na lateral esquerda. Mas a competição não teve só isso. Teve Neymar estreando nos juniores com apenas 15 anos, entrando no lugar de Paulo Henrique Ganso no jogo contra o Barra do Garças-MT. O Peixe foi eliminado pelo Internacional, que contava com Sandro e Walter, nas quartas de final.

2009

dudu cruzeiro treino

dudu cruzeiro treino

Mais um título do Corinthians, mas com um time sem muito brilho individual. No semifinalista São Paulo, Oscar era o camisa 10 e mandava prender e soltar no meio. No Furacão, Manoel era o principal zagueiro e Marcelo Cirino era o atacante que entrava e fazia fumaça no segundo tempo. Um dos melhores jogos do torneio foi entre o Cruzeiro, de Bernardo e Dudu, e o Santos, de Neymar e André. O time celeste venceu por 3 a 2.

2010

marcelinho agora é lucas, são paulo

marcelinho agora é lucas, são paulo

Título do São Paulo, que atropelou quase todo mundo e só encontrou resistência no Cruzeiro, de Dudu e Thiaguinho e no Santos, de Alan Patrick, na final. Os melhores jogadores do Tricolor eram Lucas, Bruno Uvini e Casemiro, que foram para a Seleção sub-20 no Sul-Americano do ano seguinte. O detalhe: Lucas era chamado de Marcelinho, pela semelhança física com o ex-jogador do Corinthians. No Juventude, semifinalista, jogavam Ramiro, Bressan e Alex Telles. 

2011

Negueba flamengo x bahia copa sp

Negueba flamengo x bahia copa sp

Negueba, Thomas, Muralha, César e Adryan comandaram o Flamengo rumo ao título da Copinha de 2011 contra um Bahia que tinha Filipe Augusto e Madson, lateral-direito do Vasco, entre os titulares. Talisca era reserva daquele time. Entre as outras equipes, destaque para o Santos, de Felipe Anderson, eliminado nas quartas de final, assim como o Internacional, do camisa 7 Fred e do goleiro reserva Alisson, hoje titular da Seleção. O melhor jogo da competição foi o empate por 2 a 2 entre Flamengo e Cruzeiro, na segunda fase, com vitória do Rubro-Negro nos pênaltis e boa partida de Rafinha.

2012

marquinhos corinthians copa são paulo juniores jogo-treino

marquinhos corinthians copa são paulo juniores jogo-treino

Mais um título do Corinthians, que tinha uma dupla de zaga formada por Antônio Carlos, autor dos dois gols na final e hoje no Flamengo, e Marquinhos, do Paris Saint-Germain e da Seleção. No Fluminense, vice-campeão, a dupla de ataque formada por Marcos Junior e Michael foi bem demais, assim como o meia Eduardo, que disputou a última Série B pelo Bahia. Fabinho, que jogou a Copinha de 2011 pelo Paulínia, era o lateral-direito e pouco tempo depois já foi vendido. Hoje está na Seleção principal. Nos outros times, destaque para Marcos Guilherme, que aos 16 anos já defendia os juniores do Atlético-PR, e para o então desconhecido Valdívia, que ainda defendia o Rondonópolis e foi o artilheiro da competição com oito gols.

2013

Neilton santos gol goiás copa são paulo junior

Neilton santos gol goiás copa são paulo junior

O Santos, com uma geração que se firmou nos profissionais pouco depois, mas hoje tem dificuldades, ficou com o título. Era um time sem craques, mas com muitos bons jogadores, como Leandrinho, Alison, Pedro Castro, Giva e Neílton, além do lateral-esquerdo Emerson. No Goiás, vice-campeão, destaque para Erik, que terminou o torneio como artilheiro com oito gols. Nas outras equipes, destaque para o São Paulo, que tinha Rodrigo Caio, Matheus Reis e Lucas Evangelista como titulares. O Grêmio, com um elenco de apenas 14 jogadores, fez uma campanha heroica e chegou até as quartas de final.

2014

Malcom Corinthians

Malcom Corinthians

O bicampeonato santista veio com uma vitória por 2 a 1 na final contra o Corinthians, com dois gols marcados por Diego Cardoso. O Peixe, aliás, teve dois dos três artilheiros do torneio: Diego Cardoso e Stéfano Yuri, ambos com nove gols marcados. No Peixe, ainda estavam nomes como Zeca e Lucas Otávio, titulares absolutos. No Corinthians, dois meninos de 16 anos roubaram a cena: Guilherme Arana e Malcom. Zé Paulo, camisa 10, oscilava bastante, mas mostrava talento. Nos outros times, destaque para Carlos, do Atlético-MG, e para a geração /96 do São Paulo, que mesmo dois anos abaixo do limite da idade do torneio, mostrou muito talento.

2015

Gabriel Jesus, Palmeiras, Copa São Paulo de Juniores

Gabriel Jesus, Palmeiras, Copa São Paulo de Juniores

O nono título do Corinthians veio com uma vitória por 1 a 0 sobre o Botafogo-SP na final, gol marcado pelo volante Maycon. No Timão, os destaques foram o também volante Marciel, melhor jogador do torneio, e o atacante Gabriel Vasconcelos, um dos artilheiros com oito gols. No vice-campeão, destaque para o atacante Isaac, autor dos mesmos oito gols, e para Alex, meia que posteriormente se transferiu para o Cruzeiro, assim como Santiago, do São Caetano, que também figurou entre os goleadores do torneio. Mas quem mais brilhou foi Gabriel Jesus, atacante do Palmeiras, que cresceu muito do meio para o fim do campeonato e se firmou entre os titulares dos profissionais em 2015.


 

Araguaia Notícia  Publicidade 790x90


Entre no grupo do Araguaia Notícia no WhatsApp e receba notícias em tempo real  CLIQUE AQUI
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Araguaia Notícia  Publicidade 1200x90