28/10/2015 às 23h29min - Atualizada em 28/10/2015 às 23h29min

Advogado é investigado suspeito de passar celulares a preso na cadeia

Ronaldo Couto
Araguaia Notícia chinelo com os celulares apreendidos

Um advogado está sendo investigado em Barra do Garças suspeito de ter passado dois celulares para um preso durante visita na cadeia, no final da tarde de terça-feira (27/10). A denúncia foi formalizada pela agência prisional que observou que o preso após conversar com o advogado saiu mancando e ao verificarem o chinelo do detento encontrou dois aparelhos.

O chinelo foi recortado no tamanho para colocar os celulares com intenção de omiti-los porém na volta do parlatório (espaço em que os presos recebem os advogados) os agentes perceberam a situação.

Todavia o advogado nega que tenha passado os aparelhos. O delegado responsável pelo caso optou por não mencionar o nome do suspeito até que o caso fique devidamente esclarecido.

O diretor da cadeia Jailson disse que os agentes confiaram no advogado e não passaram o detector de metais na entrada da cadeia. Segundo ele, a cadeia de Barra receberá em breve um detector de metais idêntico ao utilizado em aeroportos para justamente evitar situações como esta. "Nossos agentes prisionais têm fé pública e trabalharam com seriedade e não iriam inventar uma situação desta", frisou Jailson.  


Notícias Relacionadas »
Comentários »

Se a empresa de Água continuar com serviço irregular, o que deve ser feito pelo prefeito? Deixê a sua opinião internauta

1.3%
4.8%
16.7%
77.2%