30/12/2016 às 06h54min - Atualizada em 30/12/2016 às 06h54min

Prefeito supera perseguições e consolida-se como líder no Araguaia

Francis Amorim / Rdnews

Edevilson Arneiro - Secom/BG

Em ano de eleição e de crise financeira no país, com reflexos diretos nos municípios, em Barra do Garças o prefeito Beto Farias (PMDB) conseguiu em 2016 concluir a maioria dos projetos lançados. Além disso, o peemedebista comemorou uma vitória expressiva nas urnas como o político mais votado da história do município, se reelegendo para o segundo mandato. 

Embora tenha o que comemorar, Beto também teve percalços ao longo do ano, sendo o maior deles o embate com o promotor de Justiça Marcos Brant Gambier Costa, a quem denunciou por perseguição na Corregedoria Geral de Justiça, em Cuiabá. 

Beto foi alvo de várias denúncias por parte do promotor, entre elas a doação de lotes para empresas no Distrito Industrial e servidores fantasmas na prefeitura, contudo, outros fatos também chamaram a atenção, como as determinações pelo representante do Ministério Público em proibir a venda de produtos in natura na feira livre, frangos e ovos caipira, e porcos para o abate criados pela agricultura familiar. As ações e determinações colaboraram para o confronto. 

O ano foi marcado ainda por diversas obras estruturais, como a ligação com pista dupla pavimentada dos bairros Jardim Nova Barra, Wilmar Peres, Ouro Fino e Abel Lira, bem como a construção de duas pontes de concreto no córrego Fundo; a pavimentação dos bairros Novo Horizonte e Palmares; reformas e construções de escolas e de postos de saúde; reforma da Águas Quentes; início do Centro de Convenções na UFMT em parceria com o governo estadual; e construção da avenida Perimetral nos bairros São José e Vila Maria com dois km de áreas de lazer e recreação. 

Linha aérea 

Um dos fatos relevantes também foi a implantação de uma linha comercial ligando a cidade a Cuiabá, pela empresa Azul Linhas Aéreas. Há mais de 16 anos Barra do Garças não era servida por um voo comercial. O ato foi marcado pelo voo inaugural em 7 de novembro deste ano. 

Saúde 

Em 2016, além dos embates com o Ministério Público, Beto Farias teve que se desdobrar para manter funcionando a estrutura do Hospital e Pronto-Socorro Milton Morbeck, que consome, mensalmente, R$ 2,5 milhões dos cofres da prefeitura no atendimento de 33 municípios em Mato Grosso e Goiás. O atraso dos repasses do governo estadual levou o prefeito a remanejar recursos e garantir o atendimento aos pacientes da região.

Reeleição 

Em outubro, com o apoio de 18 partidos, incluindo o PR, até então nas mãos do maior inimigo política, o ex-prefeito Wanderlei Farias, que indicou o candidato a vice-prefeito, Weliton Marcos, Beto se reelegeu para o segundo mandato com 20.275 votos, ou seja, 72,34% dos votos válidos, considerada uma das maiores votações proporcionais de Mato Grosso. 

Durante a campanha eleitoral, o prefeito-candidato enfrentou quatro pedidos de impugnação do registro de candidatura e derrubou todos, inclusive, um de autoria do Ministério Público Eleitoral (MPE). Além da expressiva votação, a coligação de Beto elegeu 12 dos 15 vereadores, com uma bancada de sustentação nunca viabilizada por um prefeito reeleito.

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »

Estamos reformulando o site Araguaia Notícia. O que você achou?

37.9%
19.1%
43.0%
Moeda Valor
Dólar 3.0886
Euro 3.2792
Peso Argentino 0.1974
Bitcoin 3340